Curiosidades

Brasileira doou 88 milhões á Notre-Dame e revolta internautas do Brasil

A vida de luxo, amores e tragédias

Anúncios

Figura Brasileira é uma das maiores doadoras para a reconstrução da Catedral de Notre Dame, para que seja recuperada após o incêndio que destruiu grande parte da catedral, esta semana na França. Fez uma doação de R$ 88 milhões para a igreja, um dos maiores cartões-postais de Paris, na França. Internautas se revoltaram nas redes sociais, alegando que esse dinheiro poderia ser usado para ajudar projetos sociais do Brasil.

A tão falada brasileira é gaúcha, e se chama Lily Safra, dona de uma das maiores fortunas do mundo, é a doadora da quantia que cresceu os olhos dos internautas. De onde vem os quase R$ 90 milhões tem muito mais. Muitos não sabem antes de julgar, esta não é a única boa ação desta senhora de 85 anos.

Anúncios

Como socialite e filantropa, Lily sustenta muitos projetos sociais, inclusive no interior do Brasil, além de institutos de pesquisa em Neurociência espalhados pelo mundo. Estudar o cérebro humano virou quase uma obsessão para a “Gilded Lily”, ou Lily Dourada, depois que dois dos seus quatro ex-maridos apresentaram problemas relacionados ao cérebro e sistema nervoso.

Um de seus maridos foi Fred Monteverde, milionário dono da rede Ponto Frio na época, o mesmo se suicidou com dois tiros no peito após uma crise depressiva grave, decorrente a seu problema de bipolaridade.

O último marido da bilionária, foi o banqueiro Edmond Safra, com quem foi casada mais tempo, durando 23 anos, ele sofreu com o Mal de Parkinson até ser assassinado num incêndio criminoso provocado pelo enfermeiro do Hospital.

Anúncios

A fortuna da socialite, que vive alternando entre Londres e Nova York hoje em dia, é avaliada mais ou menos em R$ 5 bilhões. Só a mansão que ela possui em Villa Leopolda, na Côte Dazur, na Riviera Francesa, vale quase R$ 2 bilhões. Todo esse patrimônio de Lily Dourada foi recebido de herança.

Lily nasceu na cidade de Canoas, no Rio Grande do Sul, numa família de classe média para alta. Frequentou bons colégios, aprendeu idiomas e foi criada para “fazer um bom casamento”. Como naquela época, os pais quase que ‘’escolhiam’’ o pretendente da filha.

Mas nem tudo são flores bilionárias na vida dessa mulher ultra discreta. Na década de 80, ela viu o filho caçula morrer num acidente de carro na estrada que liga o Rio a Angra dos Reis.

Pouco se vê de Lily Dourada no Brasil, mas ela banca um instituto de pesquisa em Natal e o tratamento de esgoto de uma pequena cidade no interior da Bahia, além de ONGs espalhadas por todo mundo.

 

Sobre o Autor

author profile

Camila Fernandez

Graduada em Jornalismo, escrevo sobre moda, entretenimento, tecnologia e estilo de vida. Com um olhar atento às tendências, cativo leitores com análises perspicazes e dicas práticas.